Museu da Cidade de Nova York

A fachada do Museu da Cidade de Nova York é muito conhecida: é lá onde era supostamente a escola da série Gossip Girl. Por ter sido uma série que fez muito sucesso, muita gente vai lá tirar uma foto em sua escadaria e nem se interessa em saber o que tem dentro ou o que o edifício é de fato.

Museu da Cidade de Nova York

Fachada do Museum of the City of New York na 5ª Avenida.

O Museu da Cidade de Nova York é um museu inteiramente dedicado à cidade com várias exposições que contam um pouco da história da cidade ou de artistas nova-iorquinos. Uma das coisas mais legais que vi lá foi um filme de 28 minutos sobre a criação da cidade desde a chegada dos holandeses e outros europeus além de africanos e povos de diferentes lugares explicando a história de cada região da cidade e o motivo de ter imigrantes de um tal lugar em determinados bairros. Nas duas vezes que fui lá eu assisti e é muito legal!

153 167

No museu existe uma exposição fixa chamada “Activist New York” que mostra um pouco de várias situações de ativismo na cidade como “Revivendo o South Bronx”, “Mulheres sufragistas” e “Ativismo conservador”.

160 161

164 169

Além das exposições fixas eles sempre têm exposições que variam, mas todas de artistas de Nova York ou que contem a história da cidade.

175 177

O Museu da Cidade de Nova York é incrível e vale muito a visita para quem ama NY ou para quem quer conhecer mais da história dessa cidade única. O ingresso para entrar no museu é “pay what you wish”, ou seja, você paga quanto achar que deve e o valor sugerido é de U$18.

No site oficial do museu é possível ver todas as exibições atuais e próximas. Ele fica na 5ª Avenida número 1220 na frente do Central Park e bem perto do Metropolitan Museum, portanto é legal incluir os dois no mesmo dia!

Leia também:

Como visitar o Centro Islâmico de Nova York

The Cloisters, o museu do MET em um castelo medieval

Um dia no Brooklyn – Ponte, DUMBO e Williamsburg

The Market NYC – Village

23 passeios para se fazer de graça em Nova York

Restaurante imperdível em Lisboa

Quando estava hospedada no The Lisbonaire Apartments (um apart-hotel incrível em Lisboa que tem post aqui) procurei restaurantes na região, que eu poderia ir a pé. Foi assim que encontrei o Quermesse que já indiquei aqui e o Atalho Real, um restaurante imperdível em Lisboa.

Onde comer em Lisboa?

Atalho Real é um restaurante muito legal especializado em carnes e drinks. Ele fica localizado no antigo palacete Ribeiro da Cunha que hoje é conhecido como Embaixada Concept Store e abriga várias lojas legais, casa de cultura e gastronomia.

A Embaixada Concept Store onde está o Atalho Real. Foto: Reprodução

Apesar de ser especializado em carnes, o Atalho possui opções vegetarianas também e o cardápio varia entre hambúrgueres e carnes que podem ser servidas no prato com acompanhamentos ou no pão (típico português). A comida é deliciosa e o ambiente é muito cool. Os preços são muito bons variando em média de 10 euros por prato.

É uma opção imperdível para quem vai a Lisboa! O cardápio com os preços estão disponíveis no site oficial do Atalho Real. É possível sentar no jardim ou dentro da Embaixada com vários ambientes diferentes muito bem decorados.

O endereço é 096, Calçada da Patriarcal 40 e funciona de 12 às 00 hr.

Fotos: Reprodução. Disponíveis no site oficial do Atalho Real.

Leia também:

O melhor gelato de Portugal

Dica de restaurante em Lisboa

LX Factory – antiga fábrica com lojas e restaurantes em Lisboa

O melhor pastel de nata de Portugal

5 coisas para se fazer em Évora

Évora é uma cidade que está a 135 km de Lisboa e é uma ótima opção para um bate-volta da capital de Portugal. É considerada uma “cidade-museu” e é Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1986. É possível ir de carro, ônibus ou trem (esse site disponibiliza os preços e horários).

5 coisas para se fazer em Évora

1-Templo Romano de Évora

Templo romano de Évora.

É um dos templos romanos mais bem preservados da Península Ibérica e um dos pontos turísticos mais famosos de Évora.

2- Muralhas de Évora

Évora é uma cidade cercada por muralhas que foram usadas como forma de defesa, com arquitetura militar e foram erguidas ao longo do tempo. As Muralhas de Évora têm influências de vários povos, Romanos, Mouros, Medievais e Visigodos.

3- Capela dos Ossos/Igreja São Francisco

 

foto: interior da Capela dos Ossos

A Capela dos Ossos fica na Igreja de São Francisco na Praça 1° de Maio em Évora. Foi criada no século XVII por três frades franciscanos para mostrar o quão frágil a vida é e, por isso, logo na entrada há uma placa que transmite essa ideia “Nós ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos”. As paredes são revestidas de ossos e crânios humanos. A sensação de ver a Capela dos Ossos ao vivo é bem estranha, mas vale a visita. O preço para entrar é de 3 euros por adulto.

4- Catedral de Évora

É a maior catedral medieval de Portugal e é possível subir ás torres e ir até ao telhado para avistar toda a cidade e os arredores. O bilhete custa 4 euros para adultos e permite visitar todas as partes visitáveis da catedral.

5- Passear pelo centro histórico de Évora

O centro histórico de Évora é bem legal e ótimo para comprar artesanato alentejano. A Rua 5 de Outubro é uma das principais para compras.

Foto: Reprodução

Leia também:

O melhor gelato de Portugal

O melhor pastel de nata de Portugal

Dica de restaurante em Lisboa

LX Factory – antiga fábrica com lojas e restaurantes em Lisboa

Casa Fernando Pessoa e Fundação José Saramago em Lisboa

Portugal foi berço de dois dos maiores escritos de toda literatura: Fernando Pessoa e José Saramago. Na capital do país, suas histórias são lembradas por meio de instituições que ressaltam suas obras e suas vidas. São elas a Casa Fernando Pessoa e A Fundação José Saramago em Lisboa.

É um passeio muito legal e emocionante pra quem gosta de literatura e pra quem quer saber mais da vida dos dois escritores.

Casa Fernando Pessoa

IMG_5797 IMG_5801

A Casa Fernando Pessoa foi a residência onde Fernando Pessoa morou nos últimos 15 anos da sua vida (1920-35), em Campo de Ourique, bairro residencial de Lisboa. Hoje é uma casa de cultura, onde se pode visitar o quarto do poeta com a cômoda original onde Pessoa deu voz aos seus principais heterônimos.

A Casa é uma espécie de museu, com exposições bastante interativas que contam a história de vida de Fernando Pessoa. Além disso lá estão vários objetos pessoais dele como sua máquina de escrever, seus óculos, seus blocos de anotações e a sua biblioteca particular, digitalizada e disponível para consulta online.

IMG_5802 IMG_5804

O ingresso custa 3 euros e é possível também marcar uma visita guiada especializada em poesia e em Fernando Pessoa pelo site.

A Casa funciona de segunda a sábado, das 10 às 18 (última entrada: 17h30). Lá tem também um restaurante o, Flagrante Delitro. O endereço é Rua Coelho da Rocha, 16, Campo de Ourique. Fica em uma região mais afastada da parte turística de Lisboa. Para chegar lá é possível ir de ônibus ou de táxi, que é uma opção bem barata na cidade e foi a minha opção.

Fundação José Saramago

IMG_5830 IMG_5829

A Fundação José Saramago é uma instituição que abriga várias exposições sobre o escritor português e a literatura portuguesa. São várias exibições sobre a vida de Saramago, com suas obras, cartas e fotos pessoais. Logo na frente da Fundação existe uma Oliveira plantada e é lá onde estão enterradas as cinzas do escritor.

IMG_5827 IMG_5828

O bilhete custa 3 euros e o endereço é Rua dos Bacalhoeiros, 10, bem próximo à Praça do Comércio. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 10 às 18 (última entrada: 17h30).

Leia também:

O melhor pastel de nata de Portugal

Onde comer o tradicional pastel de bacalhau em Lisboa

Dica de restaurante em Lisboa

Apart-hotel em Lisboa

LX Factory – antiga fábrica com lojas e restaurantes em Lisboa

Como visitar o Centro Islâmico de Nova York

Depois de ter ido para Nova York algumas vezes e ter feito o roteiro básico e ido aos pontos turísticos mais conhecidos (tem post com dicas de passeios gratuitos aqui), comecei a procurar passeios alternativos e que me interessassem.

Uma vez fiquei hospedada em um apartamento no Upper East Side na altura da 80th Street com a York Ave. e procurando o que tinha para fazer na região encontrei o Centro Islâmico de Nova York. O islamismo é uma religião e um assunto que tenho muita curiosidade e um fascínio e sempre procuro ler e saber mais a respeito.

Como visitar o Centro Islâmico de Nova York

O Centro Islâmico de Nova York foi o primeiro edifício construído como uma mesquita em Nova York. É um complexo de uma mesquita, uma escola, uma livraria, um museu e é a residência dos Imans. O objetivo é servir a comunidade muçulmana de Nova York e ensinar o islamismo para os americanos.

Quem não é muçulmano só pode entrar acompanhado de alguém que trabalha no Centro Islâmico de Nova York e só pode ir se estiver vestido de forma apropriada. Mulheres têm que estar de calça comprida, com sapato fechado, uma blusa que não seja justa e que cubra o quadril e precisam ter algum lenço para colocar na cabeça. Esqueci completamente de levar um lenço, mas a moça que trabalha lá que é muito solícita me emprestou um.

 

fotos: reprodução

Ao chegar no Centro é preciso passar pela recepção antes e não ir diretamente para a mesquita. Lá uma funcionária muçulmana muito gentil nos recebeu e explicou um pouco sobre o Centro e fez um tour pela mesquita conosco. Ela nos mostrou todos os lugares e nos explicou como funcionam as rezas e a rotina dos muçulmanos que frequentam o local. A impressão que tivemos é de que eles realmente querem explicar um pouco mais a religião e quebrar os tabus que existem. Ela até nos convidou para voltarmos no domingo para uma reza, mas não pude ir.

É um passeio muito legal para quem se interessa e quer saber mais sobre o assunto. A experiência foi incrível e me senti muito bem recebida lá.

O centro fica na 3rd Ave. com a 97th e para chegar lá é só pegar os ônibus BxM1, M98, M101, M102 ou M103 e descer na 3rd com a 97th que é exatamente na frente, ou pegar o metrô 4, 6 ou Q e descer na 96th que também é bem perto.

Não é permitido tirar fotos, mas no site deles tem uma galeria de fotos e é possível fazer um tour virtual.

Leia também

The Cloisters, o museu do MET em um castelo medieval

Loja de Natal 365 dias no ano em Nova York

O melhor cheesecake de Nova York

23 passeios para se fazer de graça em Nova York

Um dia no Brooklyn – Ponte, DUMBO e Williamsburg

Bate-volta Bruxelas Leuven

Bruxelas é uma cidade central na Bélgica e de lá é possível fazer vários bate-volta em outras cidades como Gent, Antwerp e Leuven.

Eu havia planejado um bate-volta de ônibus, de 4 horas cada trecho, para Paris um dia. Vi uma super promoção da Megabus (que hoje é a Flixbus) e comprei na hora. Pelo preço que paguei, se perdesse, não teria problema. Só que já estava no 28° dia da minha viagem de 32 dias de duração e o ônibus partia às 7:15 da manhã. Estava exausta e não fui.

Acordei às 10 horas e foi quando resolvi que não iria passar o resto do dia em Bruxelas (que não é uma cidade que tem muita coisa para fazer, 3 dias já é mais do que o suficiente e ainda era a minha segunda vez na cidade). Sem nenhum planejamento, fui para a estação de trem e comprei um ticket para Leuven, sem nem saber como a cidade era, mas o bilhete estava barato e era perto, então fui.

A Grand Place – ou Grote Markt, em flamengo – de Leuven.

Cheguei lá e já pedi indicação de onde era a Grand Place, que é o centro da cidade, pois sabia que toda cidade da Bélgica tinha uma e que era conhecida por esse nome. Partindo de lá passeei pela região.

Bate-volta Bruxelas Leuven

Bruxelas e Leuven estão a 30 km de distância e a viagem de trem tem 28 minutos de duração.

Eu parti da estação de trem “Bruxelles-Midi” e a estação de metrô para chegar lá é a “Gare du Midi“. Em Leuven existe a estação de trem principal que é a única. Comprei a minha passagem da Belgian Rail na estação em Bruxelas e o valor total ida e volta foi de 10 euros.

Por “Bruxelles-Midi” ser a estação principal de Bruxelas e, assim, ter vários trens partindo de lá todos os dias para vários lugares, para comprar a passagem lá é preciso enfrentar uma fila muito grande, então se é uma viagem programada eu recomendo comprar antes pelo site.

O que fazer em Leuven

  • Town Hall (Stadhuis) | Prédio da prefeitura de Leuven e um ícone da arquitetura da cidade
Town Hall (Stadhuis)
  • Saint Peter’s Church | Uma igreja incrível que fica na Grote Markt logo na frente do Town Hall. Seu interior é lindo!
  • Old Market Square | Praça com vários restaurantes e bares com mesas do lado de fora
Old Market Square.

A cidade é linda e na parte central tem várias lojinhas legais que valem a pena a visita. É um ótimo passeio um bate-volta de Bruxelas. Recomendo almoçar em Leuven, passear pela cidade e depois voltar no final da tarde para a capital.

Leia também

Bruges e Gent em um dia

Onde ficar em Kortrijk

Hostel em Berlim bom e bem localizado

Copenhagen para Berlim de ônibus

Albertina, o museu mais lindo do mundo em Viena