10 passeios imperdiveis para se fazer em Miami

De volta ao Brasil e agora é hora de escrever muito post sobre esse mês intenso cheio de viagens.

Já escrevi sobre o hostel que fiquei em Nova York aqui e sobre o apart-hotel que fiquei em Orlando aqui, e agora é hora de falar sobre Miami. Fiquei quase 10 dias na cidade e deu pra fazer muito programa legal apesar do calor de 38°C e das chuvas diárias.

1- Wynwood

 Wynwood é a região do momento em Miami. Dividido em dois distritos o “Art District” e o “Fashion District“, Wynwood é o lugar de gente descolada, cheio de restaurante e bares alternativos. Vale muito a pena a visita, principalmente no Wynwood Walls, uma galeria de arte aberta cheia de paredes grafitadas de vários artistas famosos, como a dupla de brasileiro “Os Gêmeos“.

  

Tem também um restaurante lá dentro, apesar de ser o mais perto para quem visita a galeria e a região não ser muito boa para andar a pé, não é o mais recomendado, já ouvi falar que a comida deixa a desejar. A minha indicação é o restaurante Kush Wynwood que vou fazer um post falando dele logo mais!

Alguns murais do Wynwood Walls.

2- Aventura Mall/Sawgrass Mills/ Dolphin Mall

Resolvi resumir em apenas um tópico, pois os três são para compras. O Aventura é o melhor shopping de Miami, pois abrange todos os tipos de loja, das mais luxuosas as mais simples e é o maior shopping da Florida e o terceiro maior dos Estados Unidos. Tem lojas como Macys, Forever 21, H&M, Louis Vuitton, Fendi, etc. O Sawgrass Mills é o maior outlet do mundo e também cheio de loja legal. O Dolphin Mall é também um outlet porém menor. Fui nos três e o melhor que achei foi o Dolphin pelo tamanho e por ter as principais lojas.

3- Bayfront Park 


  

É um parque urbano em Downtown, o centro financeiro de Miami. É lindo justamente pelo contraste dos prédios enormes com as árvores e a Baía Biscayne. Um ótimo programa é ir para lá e ver o pôr do sol.

4- Ocean Drive

É a avenida mais badalada e movimentada de Miami em todas as épocas do ano. Localizada em frente a Miami Beach é cheia de lojas de souvenier, restaurantes, bares e algumas baladas.

5- South Beach

Localizada na ilha de Miami Beach é uma praia muito boa e tem uma vida noturna super agitada. Vale a pena ir tanto de dia quanto a noite.

6- Holocaust Memorial

  

O memorial do Holocausto em Miami é muito lindo e extremamente triste. Fica localizado perto da Lincoln Road e a parte fechada do museu fica aberta até as 16 horas, todas as fotos foram tiradas na parte aberta.

  

  

7- South Pointe Park

O parque mais lindo de Miami! Este é parada obrigatória. Passear pela orla e ir até o Píer é um programa muito legal para se fazer a tarde e esperar para ver o pôr do sol de lá que é lindo. Ao lado do parque fica a Nikki Beach Miami, uma mistura de praia particular, restaurante e balada que tem em várias cidades do mundo como Ibiza, Mallorca e St Tropez.

  

  

8- Key Biscayne

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma ilha paradisíaca pertinho da cidade de Miami. Visitamos o parque natural Bill Baggs que é famoso pelo farol construído no século 18. As praias são lindas e o passeio é super legal, vale muito a pena.

  

 

9- Coconut Groove

 

Uma região muito legal e nobre da cidade. Fomos pela segunda vez no shopping Coco Walk, um shopping aberto com lojas, cinema e restaurantes. A dica é o Bice, um restaurante italiano ótimo que tem lá e que tem post falando dele aqui!

10- Lincoln Road

Para mim é um dos lugares mais legais de Miami. Ótimo para fazer compras durante o dia e para jantar a noite. É uma espécie de Ocean Drive menos agitada e mais “família”.

Leia também

Apart-hotel em Orlando

5 restaurantes para ir em Miami

Onde ficar em Los Angeles

Onde comer – Miami, Los Angeles e Las Vegas

Apart-hotel em Orlando

Acabei de chegar em Miami, nem um décimo dos posts de Nova York foram ao ar e estou aqui escrevendo sobre o apart-hotel de Orlando. Recebi uma mensagem de uma leitora perguntando onde me hospedei na cidade, pois ela já estava com viagem marcada e resolvi já postar.

Estamos viajando em seis pessoas e como não tínhamos interesse em ficar em nenhum hotel de parque como nas últimas vezes que fui para Orlando, começamos a procurar um apart-hotel no Booking, algo com estrutura de hotel, mas com comodidades como cozinha e todo um ambiente que fosse possível cozinhar e fazer refeições.

106143_50_z  wgpalace-2bdrm-villa-living-dining

Quem já foi ou pelo menos já pesquisou hospedagem em Orlando sabe que é muito barato e tem muitas opções, mas a localização na cidade é importante, mesmo se estiver de carro alugado.

O hotel

Conhecíamos a cidade e queríamos algo perto da International Drive, uma das principais avenidas da cidade que é cheia de restaurantes, farmácias e lojas e, depois de procurar bastante, encontrei o Westgate Palace Resort, um hotel da rede Westgate que tinha tudo que estávamos procurando: localização, conforto e preço bom.

2241284-Westgate-Palace-a-Two-Bedroom-Condo-Resort-Hotel-Exterior-1-DEF 29354019

wgpalace-exterior-pool-v4-740  

O hotel possui área de lazer, piscina, academia e várias comodidades. Além disso vendem ingressos para os parques com desconto!

O apartamento

Ficamos em um apartamento de dois quartos, dois banheiros e uma sala com um sofá-cama e a cozinha interligada. A vista do quarto é para um lago e atrás dele está o parque da Universal, onde é possível ver as montanhas-russas e até o castelo do Harry Potter da janela.

Os quartos eram grandes e espaçosos assim como os banheiros.

106143_51_z 2241284-Westgate-Palace-a-Two-Bedroom-Condo-Resort-Guest-Room-2-DEF wg-palace-resort-from-quickbook15

O hotel é bom, tem um conforto necessário para uma família e os funcionários, vários deles brasileiros, são super prestativos, tiraram todas as nossas dúvidas e se mostraram dispostos a nos ajudar. As diárias variam entre R$400 e R$600 dependendo da época do ano e o imposto de 12,5% não está incluído.

As reservas podem ser feitas através do Booking com cancelamento grátis ou do próprio site do hotel.

Leia também:

O que fazer em Washington em 1 dia

10 passeios imperdiveis para se fazer em Miami

23 passeios para se fazer de graça em Nova York

5 restaurantes para ir em Miami

Onde comer – Miami, Los Angeles e Las Vegas

Hostel em Nova York

Ao começar a planejar a minha viagem para Nova York eu sabia que a parte mais complicada seria a hospedagem, já que os preços na cidade são extremamente elevados comparado as outras cidades dos Estados Unidos como Miami, Orlando e até Los Angeles. Como eu iria apenas com uma amiga que tem a minha idade e que nosso objetivo era usar o hotel/hostel apenas para dormir e ficar na rua o dia inteiro, optamos por uma opção mais barata e reservamos no Booking o hostel YMCA Harlem.

Harlem? Eu uma turista brasileira, mulher fiquei no Harlem? Sim! Muitas pessoas se espantaram com nossa opção principalmente por terem a ideia de que é um bairro super perigoso, mas lemos tanto a respeito, avaliações de outros hóspedes, no Google, Google maps, tudo, que fomos confiante e certas de que era uma boa escolha.

O Harlem para quem não sabe é um bairro em Manhattan conhecido por ser um grande centro cultural e comercial dos afro-americanos que antigamente era um bairro extremamente perigoso, mas hoje em dia não mais. Claro que como todos os outros lugares existem milhares de perigos, mas nada que não estamos acostumados. Só redobrar a atenção e ficar atento a qualquer coisa suspeita.

  11292022_10200852842800087_1238736167_n

Pontos positivos: 

  • Preço bom comparado a outras acomodações em Nova York.
  • Ao lado do metrô. Não precisa nem atravessar a rua para ter acesso a estação 135th Street onde passa a linha vermelha, números 2 e 3, ambas que  param nos principais pontos turísticos e na Times Square, que oferece todas as baldeações possíveis.
  • Segurança 24 horas.
  • Frigobar com um bom tamanho em todos os quartos.
  • Limpeza diária, troca de toalhas e roupas de cama.
  • Quartos de uma ou duas pessoas.
  • Banheiros compartilhados, porém são amplos, limpos várias vezes ao dia e estão reformados e modernos.
  • As chaves dos quartos são cartões magnéticos.
  • Ar condicionado e aquecedor em todos os quartos. O ar condicionado funcionou muito bem.
  • Wi-fi gratuito.
  • Supermercado, delicatessen, IHOP, Popeyes, Mc Donald’s, Starbucks e vários estabelecimentos na região.
  • Área comum para refeições com microondas, pia e mesa.
  • Piscina, academia e sauna disponíveis.

  

Captura de tela inteira 13072015 120619.bmp  Captura de tela inteira 13072015 120630.bmp  Captura de tela inteira 13072015 121248.bmp

Pontos negativos:

  • Não tem luxo. Os quartos são bem pequenos.
  • Existe um pequeno espaço entre a porta e o chão e encontramos durante toda a estadia três baratinhas passando por debaixo da porta. Nada demais, mas é claro que em um hotel luxuoso seria um enorme problema.

 

No geral tivemos uma boa experiência, acho que pelo preço que pagamos não encontraríamos absolutamente nada parecido numa cidade tão cara como Nova York e com o dólar tão alto. Recomendo o hostel para jovens e pessoas que só vão utilizar a acomodação para passar a noite, pois o luxo e o conforto são básicos.

O YMCA Harlem tem nota 7,2 de 10 no Booking e 4 de 5 estrelas no Google. Existem outras unidades YMCA em Nova York, YMCA West Side,  YMCA Vanderbilt, YMCA Flushing, YMCA North Brooklyn e YMCA Green Point.

YMCA Harlem: 180 W 135th Street New York, NY 10030

Leia também:

O melhor cookie de Nova York

Como ir de Nova York para Washington

Hostel em Nova York

Apart-hotel em Orlando

Onde ficar em Los Angeles

 

Disneyland Paris – vale a pena?

Amo a Disney. Amo a “magia” que existe lá, amo ver aquelas criancinhas felizes fantasiadas e principalmente: amo o sorvete do Mickey. Acho a Disney um lugar especial e, apesar de todos os clichês, acho que vale a pena, quem puder, ir uma vez na vida que seja no Magic Kingdom.

Conhecia já o parque de Orlando e na minha última vez em Paris com minha família resolvemos ir à Disneyland Paris. Não estava na nossa programação, seria apenas uma possibilidade, mas como já tínhamos feito tudo que pretendíamos e sobraria um dia, resolvemos ir.

IMG_3769  IMG_3785

Qual a diferença da Disneyland Paris para a Disney Orlando?

A Disney de Orlando é um conjunto de quatro parques: Magic Kingdom, Animal Kingdom, Hollywood Studios e Epcot, além de outros dois parques aquáticos pouco conhecidos. Em Orlando é impossível visitar os quatro parques em um dia só, o que é diferente da Disney de Paris, que possui apenas dois parques – Disneyland Park e Walt Disney Studios Park – que são visitados no mesmo dia.

Pode-se dizer que a vesão francesa é uma miniatura da famosa Disney de Orlando, contando com as principais atrações dos parques Magic Kingdom e Hollywood Studios, como por exemplo a montanha-russa Space Mountain, a montanha-russa Aerosmith e o castelo da Cinderela – que na França é o castelo da princesa Bela Adormecida.

Como ir?

Fomos de carro que já tínhamos alugado, é bem fácil de chegar com muitas placas e indicações no caminho, além de ter um grande estacionamento lá. Mas também tem a opção de ir de transfer da própria Disney, que custa 15 euros a mais que o ticket normal (no total 99 euros por adulto para visitar os dois parques e transfer ida e volta para o centro de Paris).

Quanto custa?

A Disneyland Paris é um complexo de dois parques: o Disneyland Park e o Walt Disney Studios Park – em Orlando corresponde ao Magic Kingdom e ao Hollywood Studios, respectivamente – porém você não tem acesso aos dois com um ticket só, tendo que comprar um ticket para um ou para outro ou para os dois, que é a melhor opção já que o parque é pequeno. Os preços dos ingressos variam de acordo com o dia (se é específico ou não, ex: verão ou inverno), com o número de parques e claro, com a idade, sendo considerados adultos pessoas acima de 12 anos. O preço dos ingressos está disponível no site. O mais barato custa 62 euros – baixa estação e os dois parques incluídos.

IMG_3790  IMG_3804

Como comprar?

Através do site ou no próprio parque, sendo que não há diferenciação de preço.

Afinal, a Disneyland Paris vale a pena?

No dia que fui o tempo não colaborou: choveu muito e tivemos que ficar ilhados durante um bom tempo em um restaurante do parque (o básico hambúrguer ou pizza que tem na Disney) e além disso várias atrações estavam fechadas para reforma como a Space Mountain, ou seja: não tinha praticamente nenhuma montanha russa disponível no parque para a minha tristeza #adrenalinalovers.

Além disso achei o parque pequeno demais comparado ao de Orlando e o principal: ele é legal para crianças. Como não é um parque com montanhas-russas nem nada do tipo, quem ama mesmo são as crianças por que é voltado totalmente para atrações infantis e princesas. Então se você for, vá sabendo disso.

Enfim: é lindo, é Disney, é princesa, é castelo, é sorvete do Mickey. Mas podia ser mais.

Leia também:

Six Flags, New Jersey – como ir e o que fazer

Knott’s Berry Farm – um parque temático na California

Onde ficar em Paris

Hotel em Paris – bom, barato e bem localizado

Curso de francês em Paris – Parte 1

Curso de francês em Paris – Parte 2

Onde ficar em Los Angeles

Los Angeles vem sendo cada vez mais um destino procurado pelos turistas brasileiros, mas ainda sim continua atrás de Nova York e da Flórida no geral. Já fui três vezes para LA, a minha última no meu intercâmbio, e vou dar uma dica de um hotel ótimo que fui na minha segunda vez para lá, sem conhecer muito a cidade ainda.

Onde ficar em Los Angeles?

O hotel que indico é o W Hollywood, um hotel da rede W Hotels, uma rede de hotéis de luxo de 4, 5 estrelas, do tipo que não dá motivo nenhum para reclamações. Ele está localizado na região de Hollywood e em 10 minutos a pé é possível chegar ao Dolby Theatre, o famoso teatro onde acontece a premiação do Oscar e na parte traseira do hotel ainda vemos estrelas da Calçada da Fama.

hollywood-walk-of-fame W-Hollywood-Hotel-and-Residences-01-537x405

Hollywood é uma região muito turística, mas também é onde os moradores de LA que amam música e a vida noturna vão, portanto tem muitos bares e baladas lá, ou seja, é uma região bem agitada. Ao mesmo tempo é preciso tomar cuidado principalmente a noite, é melhor sempre andar de táxi do que a pé, já que, assim como qualquer lugar turístico do mundo, sempre vai ter gente com más intenções.

Apesar disso, a localização continua sendo um privilégio, já que o letreiro mais famoso do mundo está logo ao lado do hotel, podendo ter uma vista privilegiada, em especial do terraço do hotel, onde tem uma piscina, um bar e uma boate sensacionais, onde rolam muitas festas  famosas (já vi até um seriado que teve um episódio gravado lá).

tumblr_nhopgkISvw1spmw9vo2_1280 WHollywoodPool

Os quartos do hotel são espaçosos, muito bem decorados e super confortáveis. Um dos melhores quartos que já vi.

whollywoodguestroom OB-FJ971_WHotel_G_20100128144037

Enfim, como podem ver não é um hotel barato e muito menos simples, mas para quem está procurando um hotel de luxo em LA é uma excelente opção.

Reservas

Através do site Booking.com para reservar com cancelamento grátis.

Fotos: Reprodução

Leia também:

Hostel em Nova York

Hotel em Paris – bom, barato e bem localizado

Apart-hotel em Orlando

Onde ficar em Santiago

Knott’s Berry Farm – um parque temático na California

Em 2012 fiz um intercâmbio para a Califórnia (que será assunto para um outro post) e um dia fui com um grupo de amigos para o Knott’s Berry Farmum parque de diversões temático muito legal e que poucas pessoas conhecem que fica bem perto de Los Angeles.

IMG_8182

A maioria das pessoas que visita Los Angeles e procura um parque de diversões opta por conhecer o famoso Six Flags, o Universal Studios, que é basicamente a mesma coisa do de Orlando, acrescentando o tour pelos estúdios de gravação dos seriados e filmes (o que vale muito a pena, sem dúvidas) e a Disney California.  O que quase ninguém conhece é o Knott’s Berry Farm. Eu nunca tinha ouvido falar nesse parque, mas uma amiga minha que estava lá comigo me chamou para ir em um final de semana e eu topei.

O parque está em segundo lugar no ranking de melhores parques temáticos da Califórnia, mas para a maioria dos brasileiros, ele passa desconhecido. Ele é bem antigo, foi fundado em 1940, e foi o primeiro parque temático dos Estados Unidos.

O parque em 1940.  Fonte: Google
O parque em 1940. Foto: Reprodução

Antigamente era uma fazenda familiar que produzia geleias, aos poucos ele foi sendo aperfeiçoado com várias formas de entretenimento até se transformar em parque. Hoje permanece o estilo “fazenda” nas construções, nas lojinhas e restaurantes e, além disso, é o parque do SNOOPY!

As montanhas russas são demais e tem várias atrações muito legais. Não deixe de conferir as montanhas russas: Xcelerator, Silver Bullet e Boomerang. E os brinquedos: Supreme Scream, Rip Tide e Screamin’ Swing. Vale a pena mesmo!

Vista aérea do parque.
Vista aérea do parque. Foto: Reprodução

Tickets

Compramos lá na entrada do parque, mas pelo site tem desconto. Os ingressos variam entre U$30 e U$60.

Como ir?

Fomos de carro e lá tem estacionamento. Caso você não possua carro, é possível ir de metrô até Buena Park e de lá pegar um ônibus do condado de Orange County. Tem tudo explicado aqui.

Onde ficar?

Fomos e voltamos no mesmo dia, mas o Knott’s Berry Farm tem um hotel que você pode agendar aqui.

O quarto do hotel com decoração do Snoopy. Foto: Reprodução

 Dica:

Não deixe de experimentar o Funnel Cake. Em qualquer esquina do parque vai ter uma lojinha vendendo e é uma delícia. Existe em vários parques de Orlando, mas eu nunca tinha visto! É calórico, mas muito gostoso.

Funnel Cake. Foto: Reprodução

Leia também:

Disneyland Paris – vale a pena?

Onde ficar em Los Angeles

Six Flags, New Jersey – como ir e o que fazer