Lojas de decoração em Paris e Santiago

Depois de viajar, decoração é a segunda coisa que eu mais gosto e lojas de decoração na gringa são as melhores: baratas e só tem coisa fofa. Tenho dois destaques de lojas que eu amei e que os preços são ótimos e vendem as mesmas coisas que  lojas aqui no Brasil vendem, só que por no mínimo 1/3 do preço.

Lojas de decoração em Paris e Santiago

As lojas são a Maisons du Monde, em Paris e a Morph, em Santiago. A Maisons du Monde eu conheci no shopping BEAUGRENELLE, próximo à Torre Eiffel e comprei várias coisas, só não comprei mais por que viajei só com uma mala de mão #economias, mas peguei a época de liquidação e comprei coisinhas por 3 euros, 10 euros, e por ai vai.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

E a Morph no Costanera Center que eu já falei no post sobre Santiago. Como é um shopping que a maioria dos turistas de Santiago vão, vale a pena conhecer.

750771 750772

ls (1) ls

Fotos: Reprodução

Leia também

Onde ficar em Santiago

Roteiro de 5 dias em Santiago

Uma tarde em Viña Del Mar

Hotel em Paris – bom, barato e bem localizado

Curso de francês em Paris

 

Roteiro 1 dia em Viña del Mar

Antes de ir para Santiago eu havia pesquisado e vi que em um período de 5 dias, com 4 era possível conhecer bem a cidade e que o 5° muitas pessoas optavam por viajar para Valparaíso e Viña del Mar.

A maioria costuma ir em excursões que tem o preço aproximado de U$63 e que visitam em um mesmo dia as duas cidades, mas achei tantos pontos negativos sobre essa experiência espalhados em blogs que desisti e decidi que iria por conta própria.

Roteiro 1 dia em Viña del Mar

Depois de procurar bem vi que tinha duas opções de empresa de ônibus e que teria que decidir entre ir para as duas cidades e pegar um “metrô” entre elas, ou ir apenas para uma e comprar a passagem de ônibus ida e volta para uma cidade só. Achei a segunda opção mais simples, já que seria apenas uma tarde e que não dormiríamos lá.

Valparaíso, pelo que pesquisei, não é uma cidade tão atrativa como Viña. Apesar de ter a famosa casa “La Sebastiana” de Pablo Neruda, não tinha muito mais que visitar do que isso. E optei por ir apenas para Viña, pois li relatos de que era um balneário mais bem conservado, turístico e que tinha mais coisas interessantes para fazer.

Como ir?

Existem dois terminais de ônibus em Santiago para essa viagem e ambos ficam localizados em estações de metrô – o Terminal Alameda fica em frente à Estação Universidad de Santiago (Linha 1 – Vermelha) e o Terminal Pajaritos fica na saída da Estação Pajaritos (Linha 1 – Vermelha). Compramos no dia anterior à viagem a passagem ida e volta por 8000 pesos no terminal e no dia seguinte viajamos sem nenhum problema.

A viagem é rápida e no trajeto é possível ver várias vinícolas, que podem ser incluídas no roteiro.

O que visitar em Viña del Mar? 

  • Avenida Peru – a principal avenida na orla da praia, super movimentada e cheia de turistas. Para mim vale a ida à cidade ficar passeando pela orla, descer um pouquinho na praia e tomar um drink
  • Museo Fonck – museu arqueológico com peças encontradas na Ilha de Páscoa

 

escultura da ilha de páscoa na entrada do fonck e vista do mar
  • Museu de Bellas Artes – um prédio lindo com peças chilenas e européias
  • Relógio de Flores – o famoso relógio de flores que fica pertinho da orla do W Hotel

 

relógio de flores e vista do alto do castillo wulff
  • Playa Miramar – a principal praia da cidade
  • Castillo Wulff – castelo lindo localizado a beira mar. Aconselho subir até o topo, a vista é linda

 

castillo wulf e vista do mar da playa el sol

Leia também

Lojas de decoração em Paris e Santiago

Onde ficar em Santiago

Roteiro de 5 dias em Santiago

Apart-hotel em Orlando

Onde ficar em Paris

Onde ficar em Santiago

Como eu já havia falado no outro post sobre Santiago, eu me hospedei na região da Providência, considerado um dos melhores e mais seguros bairros da cidade. Apesar da maioria dos pontos turísticos de Santiago ficarem na parte central – Palácio de La Moneda, Plaza de Armas, etc- não é o melhor lugar para se hospedar.

Onde ficar em Santiago

Tinha visto muitas indicações sobre o Ibis Providência e, por ja conhecer a rede e saber da qualidade resolvi fazer a reserva com cancelamento grátis pelo Booking.

O hotel me surpreendeu muito positivamente, o café da manhã é ótimo, o atendimento é muito bom e o principal fator: a localização. Fica literalmente do outro lado da rua de uma estação de metrô, tem supermercado, farmácia, restaurantes, fast-food (Subway e Domino’s) tudo muito próximo mesmo do hotel, no máximo 5 minutos de caminhada.

IMG_2637 

Fotos: Reprodução do site oficial do Ibis Providência.

O único ponto negativo é não ter frigobar no quarto, por ser uma rede mais econômica, mas não interferiu em nada. O quarto tem um tamanho razoável, nada de luxo, mas bem confortável.

Para quem está procurando uma opção em conta e confortável em Santiago o Ibis Providência é uma boa opção. A reserva pode ser feita pelo Booking.

Leia também

Roteiro de 5 dias em Santiago

Hotel em Paris – bom, barato e bem localizado

Salar de Uyuni, Bolívia

O melhor hostel da vida em Copenhagen

Roteiro de 5 dias em Santiago

Santiago é uma cidade encantadora. Nos pontos positivos da Europa lembra a Europa e nos pontos positivos da América Latina, lembra a América Latina, ou seja, é um lugar bacana, seguro e com gente simpática e atenciosa. O transporte público na cidade funciona muito bem e por isso não usei taxi nenhum dia, apenas metrô, que é ótimo, ônibus e aindei bastante a pé.

Do aeroporto para o hotel

No trajeto do aeroporto para o Ibis Providência (tem post falando dele aqui) e para voltar ao aeroporto optei por contratar um serviço de transfer, já que chegamos na cidade bem de noite e é bem mais rápido. Fechei com a empresa Transvip e achei o serviço muito bom e foi o melhor preço que encontrei. Eles oferecem taxi executivo, transfer exclusivo e transfer compartilhado, que foi a opção que escolhi

Roteiro de 5 dias em Santiago:

1° dia

No primeiro dia fomos para a parte central da cidade, conhecer as principais atrações: Plaza de Armas; Palácio de La Moneda; Paseo Ahumada, Museu de Arte Pré-Colombiana e o Mercado Central. Eu havia planejado de visitar o Mercado no 2° dia, mas cheguei à Plaza de Armas e pelo mapa (não desgrudei dele nem um segundo, tem em todos os hotéis gratuitamente) vi que era bem perto, e fomos a pé pra lá.

O Palácio de La Moneda é a atual sede da Presidência da República do Chile, portanto não é possível visitar suas salas e gabinetes, mas é possível fazer uma visita pela parte externa do palácio e os jardins que são bem bonitos, mas nada demais. Essa visita é gratuita e não é preciso agendar, só fiquei sabendo quando vi uma fila com várias pessoas e perguntei para um guardinha o que significava. Entramos na fila, mostramos o passaporte, passamos por uma verificação e fomos.

  

O Paseo Ahumada é uma avenida fechada para o comércio. Lá se encontram as melhores lojas do Chile.

Museu de Arte Pré-Colombiana é próximo do Paseo Ahumada, não me lembro ao certo o preço do ingresso, mas não é muito barato. O museu é bonito, mas as peças são bem repetitivas.

Entrada do Centro Cultural La Moneda.

2° dia 

O segundo dia começou com a ida ao Museu de Bellas Artes, depois passeamos pelo Parque Forestal, que se localiza na rua à frente ao museu e caminhamos até o Patio Bellavista. Em seguida fomos a La Chascona, casa do Pablo Neruda e, em seguida, fomos a pé para o Cerro San Cristóbal.

O Museu de Bellas Artes é um dos mais bonitos que visitei em Santiago, principalmente por suas obras no estilo neo-clássicas. A sua sala principal lembra bastante o Musée d’Orsay em Paris, numa versão “miniatura”. O ingresso custa 3.000 pesos chilenos e estudante paga meia. Apresentei minha carteirinha do Brasil e eles aceitaram.

  

Parque Forestal é lindo, bem cuidado e tem até uma biblioteca aberta perto de cada banco para ler os livros enquanto descansa.

Almoçamos no Patio Bellavista e  eu adorei! É um lugar ótimo, com várias opções de restaurantes desde pizza, churrasco, Mc Donalds até restaurantes japonêses, além de gelaterias e lojinhas de artesanato local. Do lado de fora do Pátio para quem está procurando opções mais baratas tem Subway, Taco Bell e fast-foods locais.

Pizza da pizzaria "Pizza Factory", no Patio Bellavista
Pizza da pizzaria “Pizza Factory”, no Patio Bellavista

A pé fomos para a La Chascona que é uma parada obrigatória. Mesmo se você já não for fã de Neruda, só de fazer o tour pela casa e ouvir o que cada cômodo e objeto significava para ele você se torna um admirador na hora. O tour é muito legal, mas não pode tirar foto das áreas internas, apenas dos jardins e áreas externas.

Da casa de Neruda fomos para o Cerro San Cristóbal, nossa útlima parada no dia. A fila estava enorme, mas ela anda rápido, pois a súbida é feita de bondinho, e nele cabem muitas pessoas. A vista de lá é linda, mas depois de irmos ao San Cristóbal, não fomos ao Cerro Santa Lúcia e demos lugar para outro programa.

  

3° dia 

Dia de compras! Fomos ao shopping Costanera Center, o maior da América Latina. Ele é cheio de loja legal, H&M, Forever 21 e muitas outras, além de um supermercado enorme e várias lojas tipo Leroy Merlin e Etna. Fomos a pé para o shopping apesar de ser bem afastado (foram aproximadamente 26 blocos do hotel até lá), mas a gente queria conhecer o bairro Providência, que já estava no roteiro, então juntamos o útil ao agradável e cansamos um pouquinho, mas valeu a pena. Na volta pegamos o metrô que tem na frente do shopping. No geral achei as coisas no Chile com preços muito bons comparado ao Brasil.

4° dia

Fomos ao bairro Paris Londres que na verdade é a região do cruzamento das Calles Paris e Londres. Lembra muito a Europa pelas construções, estilo das ruelas e os cafés, mas como fomos no domingo estava tudo fechado então não aproveitamos direito. Dica: o comércio todo de rua em Santiago fica fechado aos domingos, literalmente tudo, então é melhor ir para shopping ou fazer alguma viagem à vinícolas ou cidades perto, ficar lá para turistar não vale a pena. Fomos ao Museu e Iglesia San Francisco e depois fomos para a região do hotel jantar.

Cruzamento das Calles Paris e Londres.

5° dia

O último dia de viagem foi dedicado à cidade litorânea localizada a 120 km de Santiago, Viña del Mar. O post completo está aqui!

IMG_1260
Vista da praia em Viña del Mar.

Leia também

Salar de Uyuni, Bolívia

Lojas de decoração em Paris e Santiago

Por que a Bolívia me encantou

Uma tarde em Viña del Mar

Onde ficar em Santiago