Bate-volta Bruxelas Leuven

Bruxelas é uma cidade central na Bélgica e de lá é possível fazer vários bate-volta em outras cidades como Gent, Antwerp e Leuven.

Eu havia planejado um bate-volta de ônibus, de 4 horas cada trecho, para Paris um dia. Vi uma super promoção da Megabus (que hoje é a Flixbus) e comprei na hora. Pelo preço que paguei, se perdesse, não teria problema. Só que já estava no 28° dia da minha viagem de 32 dias de duração e o ônibus partia às 7:15 da manhã. Estava exausta e não fui.

Acordei às 10 horas e foi quando resolvi que não iria passar o resto do dia em Bruxelas (que não é uma cidade que tem muita coisa para fazer, 3 dias já é mais do que o suficiente e ainda era a minha segunda vez na cidade). Sem nenhum planejamento, fui para a estação de trem e comprei um ticket para Leuven, sem nem saber como a cidade era, mas o bilhete estava barato e era perto, então fui.

A Grand Place – ou Grote Markt, em flamengo – de Leuven.

Cheguei lá e já pedi indicação de onde era a Grand Place, que é o centro da cidade, pois sabia que toda cidade da Bélgica tinha uma e que era conhecida por esse nome. Partindo de lá passeei pela região.

Bate-volta Bruxelas Leuven

Bruxelas e Leuven estão a 30 km de distância e a viagem de trem tem 28 minutos de duração.

Eu parti da estação de trem “Bruxelles-Midi” e a estação de metrô para chegar lá é a “Gare du Midi“. Em Leuven existe a estação de trem principal que é a única. Comprei a minha passagem da Belgian Rail na estação em Bruxelas e o valor total ida e volta foi de 10 euros.

Por “Bruxelles-Midi” ser a estação principal de Bruxelas e, assim, ter vários trens partindo de lá todos os dias para vários lugares, para comprar a passagem lá é preciso enfrentar uma fila muito grande, então se é uma viagem programada eu recomendo comprar antes pelo site.

O que fazer em Leuven

  • Town Hall (Stadhuis) | Prédio da prefeitura de Leuven e um ícone da arquitetura da cidade
Town Hall (Stadhuis)
  • Saint Peter’s Church | Uma igreja incrível que fica na Grote Markt logo na frente do Town Hall. Seu interior é lindo!
  • Old Market Square | Praça com vários restaurantes e bares com mesas do lado de fora
Old Market Square.

A cidade é linda e na parte central tem várias lojinhas legais que valem a pena a visita. É um ótimo passeio um bate-volta de Bruxelas. Recomendo almoçar em Leuven, passear pela cidade e depois voltar no final da tarde para a capital.

Leia também

Bruges e Gent em um dia

Onde ficar em Kortrijk

Hostel em Berlim bom e bem localizado

Copenhagen para Berlim de ônibus

Albertina, o museu mais lindo do mundo em Viena

Onde ficar em Kortrijk

Já fui três vezes para a Bélgica e eu só confirmo, cada vez mais, minha teoria: o legal da Bélgica são suas cidadezinhas no interior. Falei nesse post aqui sobre Kortrijk, até então a menor que fui e a minha preferida. Acho que um dos motivos para ter gostado tanto de lá, além das praças, das ruazinhas, dos restaurantes e da simpatia das pessoas foi o hotel que me hospedei, sem dúvida o melhor da minha vida!

Onde ficar em Kortrijk

Me hospedei no ParkHotel, que os meus pais já conheciam e é simplesmente maravilhoso. O hotel fica ao lado da estação de trem da cidade e foi reformado recentemente, está super moderno e sofisticado. Como o próprio lugar se descreve, é um hotel de luxo, um spa e um bistrô.

11854061 38999274

Os quartos são amplos, modernos, têm uma decoração incrível e banheiros enormes. O hotel tem academia, bar, restaurante, sauna e tudo que imaginarmo, além de funcionários super atenciosos.

O café da manhã é o melhor que eu já vi na Europa, tem até queijos e vinho pra quem não quer sair do clima de Flandres nem às 9h da manhã. Várias opções de pães, bolos e tudo maravilhoso, nota mil. Além de um bistrô com comidas ótimas que os não-hóspedes também podem ir. Fizemos a reserva pelo Booking e o link do hotel é esse. Não é uma opção barata, mas lá na cidade existe um ibis, uma opção econômica e também muito boa.

Quando eu falo de café-da-manhã completo é isso daí. hahah 26788029

Meu café da manhã bem nutritivo 🙂 

Leia também

Bruges e Gent em um dia

Curso de francês em Paris – Parte 1

Kortrijk – uma cidadezinha no interior da Bélgica

Albertina, o museu mais lindo do mundo em Viena

Hotel em Paris – bom, barato e bem localizado

Onde ficar em Paris

Bruges e Gent em um dia

Como já contei nesse post, na minha ultima viagem a Europa fomos para a Bélgica e, ao invés de ficarmos em Bruxelas como a maioria dos turistas, ficamos em Kortrijk, uma cidade bem pequena que que meus pais já moraram e conheciam bem.

Bom, para conhecemos a Bélgica no geral usamos carro e durante alguns dias visitamos várias cidades diferentes, Antuérpia, Bruxelas, Bruges e Gent.

Visitamos em um mesmo dia Bruges e Gent, e, como já conhecíamos Bruges, investimos um tempo maior em Gent. Ela é a segunda maior cidade da Bélgica, perdendo apenas para a capital Bruxelas. É uma cidade universitária, jovem e muito linda.

Já disse aqui e sempre repito, a Bélgica, pra mim, é o melhor país do mundo. Não é enorme e também não é minúsculo, é cheio de história, de coisa legal para fazer, pessoas super bacanas e é um lugar super civilizado.

Já contei de Kortrijk aqui e agora vou contar de Gent e Bruges. Como o tempo foi curto visitamos o básico, mas pelo tamanho das cidades deu para ter uma ideia geral.

Como ir de Bruges para Gent

Fomos de carro e a distância é bem curta, no total gastamos menos de 1 hora no trajeto. Para quem não está de carro, que é a maioria dos turistas, existe a opção de trem, dura 20 minutos e custa aproximadamente 20 euros.

O que visitar em Bruges

O marco central da cidade, Grote Market, que é a praça principal de Bruges, onde todos os turistas se concentram, mas que é imperdível. Existem vários restaurantes e lojas na região.

Grote_Markt,_Bruges
Foto: Reprodução

O Belfry, que é a maior torre da cidade, com 366 andares (para subir a pé) é possível ter uma visão incrível de toda Bruges.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Tour de barco pelos canais. Falam que é muito lindo, e não tenho dúvida disso, mas as duas vezes que fui a cidade, ambas no verão, estava tão frio que desisti. Na próxima eu vou.

Oyya. A loja com o melhor Waffle do mundo.

Burg é a segunda praça mais importante e turística da cidade, onde fica localizada a prefeitura. Também é muito linda e vale a pena o passeio.

Urlaub in Brügge 22. bis 25. Mai 2008
Prédio da prefeitura. Foto: Reprodução

O que visitar em Gent

A praça de St Bavo é a principal da cidade e é lá que tudo começou, portanto é o lugar mais adequado para começar a turistar. De um lado da praça fica a “Belfry” de Gent, conhecida como Belfort, que também dá direito a uma vista panorâmica da cidade após subir 256 degraus e desembolsar 6 euros.

belf2_0052

No quesito igrejas Gent não deixa a desejar. Não deixe de conhecer a Catedral de St. Bavo, localizada na praça de mesmo nome e a Igreja de St Nicholas, ambas muito lindas.

Assim como em Bruges, a cidade é toda cortada por canais onde também oferecem passeios de barcos.

IMG_3617 ghent-18

O mais legal de Gent: Gravensteen, ou Castle of the Counts. O castelo medieval foi construído em 1180 e, é claro, possui várias histórias mal assombradas. Hoje em dia é aberto para visitações e o tour vale super a pena. A vista de cima do castelo é mágica, parece que estamos em um filme medieval, além de exposições de armaduras e armas da época.

IMG_3599 IMG_3592

kasteel_1
Foto: Reprodução

Não deixe de experimentar as batatas-fritas e os chocolates belgas. E se couber algumas calorias extras, um waffle bem quentinho. Ah, e o mais importante “Cuberdon“. Não se esqueça desse nome se você, assim como eu, é viciado em doce.

Leia também:

Uma tarde em Viña del Mar

Roteiro de 5 dias em Santiago

O que fazer em Washington em 1 dia

10 passeios imperdiveis para se fazer em Miami

23 passeios para se fazer de graça em Nova York

Kortrijk – uma cidadezinha no interior da Bélgica

Kortrijk em neerlandês e em francês Courtrai (se fala cortrêk). Uma cidadezinha no interior da Bélgica de apenas 200.000 habitantes e muita, mas muita beleza pra oferecer.

Meus pais moraram lá há uns 20 anos durante um curto período por causa do trabalho do meu pai e, como a Bélgica estava incluída no nosso roteiro na última vez que fomos à Europa, decidimos que iríamos visitar o interior e ficar em Kortrijk.

A maioria das pessoas que visita a Bélgica visita a capital Bruxelas, Bruges e no máximo Gent, a cidade universitária mais badalada do país, mas não conhece o resto das cidadezinhas que tem ali por perto e não sabem o que estão perdendo. Como tínhamos alugado carro, pudemos ver muita coisa legal, e pelo fato de meus pais já terem morado lá, eles conheciam a Bélgica e as estradas muito melhor que a maioria dos turistas.

IMG_3574 IMG_3583

Estávamos lá na época da Copa do Mundo e a cidade estava toda enfeitada.

No total, apenas na Bélgica, visitei seis cidades: Kortrijk, Antuérpia, Waterloo, Bruxelas, Bruges e Gent e a minha favorita, por incrível que pareça, foi Kortrijk. Brugues eu já conhecia e pra mim era a cidade mais fofa do mundo, mas mudei de opinião nessa viagem.

Kortrijk é uma cidade bem pequena, com um comércio de rua ótimo, um shopping muito bom (de cidade grande), restaurantes excelentes e todo aquele clima de cidadezinha de interior: feirinha no domingo, todo mundo se encontra na praça e o meio de locomoção mais usado é a bicicleta (#sonho).

Quem conhece Brugges e se apaixonou achando que estava em um filme medieval com todos aqueles castelinhos, lindas praças e construções, precisa conhecer Kortrijik.

O único ponto ruim é que tudo lá fecha muito cedo. Às 18 horas (no verão :O) não víamos mais ninguém na rua, apenas nos bares e pubs fechados, mas passeando na rua era muito difícil ver mesmo com o dia claro. Ou seja: é uma cidade para ficar 1, 2 dias e depois partir para um lugar mais badalado como Gent, que fica a 42 km, ou Bruxelas.

Onde ficar em Kortrijk?

Post com todos os detalhes de onde ficar em Kortrijk aqui.

O que fazer em Kortrijk?

O bacana da cidade é curtir os restaurantes, bares e pubs à noite e durante o dia conhecer a Grote Markt, a praça principal da cidade; o Broeltowers, o principal cartão postal; a Igreja de Saint Martin; o shopping K in Kortrijk que tem várias lojas de artigos de cozinha e casa, além de muitas lojas de marcas belgas; o City Hall e Artillery Tower.

Ficamos 4 dias na “cidade”: 1 e meio dedicados apenas para ela e os outros fomos para cidadezinhas vizinhas como eu havia falado e achei assim o ideal (fomos até em um mosteiro que produz cervejas, mas isso é história para outro post 🙂

Leia também

Bruges e Gent em um dia

Curso de francês em Paris – Parte 1

Curso de francês em Paris – Parte 2

Albertina, o museu mais lindo do mundo em Viena