Como ir de Milão para Bologna

Para viajar entre Milão e Bologna eu optei por ir de ônibus, pois era uma opção muito mais barata que de trem. Comprei uma passagem promocional da Megabus por 1 euro cada trecho e fiz um bate-volta entre as cidades (o roteiro de 1 dia em Bologna está aqui). A Megabus foi comprada apenas na Europa pela empresa, também low cost, Flixbus. A viagem entre Milão e Bologna de ônibus dura cerca de 3 horas e é bem tranquila.

Como ir de Milão para Bologna

Saí da “Autostazione Lampugnano” em Milão e cheguei na “Autostazione Piazza XX Settembre”. Ambas estações são bem ruins, com apenas uma opção de lugar para comer e sem muito lugar para sentar, mas pelo preço que paguei nas passagens achei que nem tinha direito de exigir nada além.

A Via Indipendenza em Bologna.

A viagem em si foi boa, o ônibus tinha wi-fi gratuito e para uma viagem relativamente rápida o conforto era OK. Como eu disse, paguei um preço muito barato, mas não é uma tarifa comum. Normalmente a diferença entre a passagem de trem e de ônibus é em torno de 10 euros. A passagem da Flixbus (ex Megabus) custa 25 euros e para a mesma data de trem pela Trenitalia o valor é de 35 euros, portanto é bom pesquisar para ver a diferença de preço nas datas programadas, já que de trem a viagem dura cerca de 1 hora.

Um bom site para comparar os preços entre diferentes formas de viajar é o GoEuro, que compara os preços entre avião, trem e ônibus e agora tem um site em português. As promoções da Flixbus não são anunciadas, portanto vale a pena procurar diferentes datas e principalmente os horários – os melhores são sempre mais caros.

Leia também

O que fazer em Bologna em 1 dia

O melhor gelato de Milão

Onde ficar em Roma

Roteiro de 5 dias em Madrid

O melhor gelato de Milão

Viajar para mim vai muito além de passear. Digo isso para justificar tantos posts sobre comida por aqui, por que acho que a experiência gastronômica, seja de uma pizza barata em Nova York, um pão com linguiça em Viena ou um restaurante de chefe renomado em Paris se encaixa perfeitamente no verbo “viajar”.

Dito isso hoje venho dizer qual é o melhor gelato de Milão. Sim, Milão aquela cidade cosmopolita da Itália, o país dos gelatos. Mas afirmo com muita convicção, depois de experimentar muitos por lá e por que a pessoa que me levou a essa gelateria nasceu e mora em Milão, ou seja, é expert no assunto e já experimentou todos (ou quase todos) que tem na cidade.

Estou falando da Cioccolati Italiani, gelateria que fica em Navigli, o lugar mais agradável de Milão, point dos turistas e também dos milanêses. É possível encontrar várias gelaterias na região, mas vá direto ao ponto: Cioccolati Italiani. Além de gelatos maravilhosos e com uma enorme variedade de sabores, o diferencial deles é o chocolate. Na casquinha, antes de colocarem o “sorvete” eles colocam uma calda de chocolate belga quentinha deliciosa, cuja extremidade, ao entrar em contato com o gelado, fica dura e depois, claro, derrete na boca.

Difícil explicar, mas pelo menos tentei. Sem mais delongas, quem estiver em Milão e mais especificamente em Navigli, vá no Cioccolati Italiani que você não vai se arrepender.

Endereço: Via Edmondo De Amicis 25, 20123 Milão, Itália

Ciao!

IMG_0945
Foto meramente ilustrativa. Essa foto é de um outro gelato (também muito bom) que tirei na frente do Duomo.

O que fazer em Bologna em 1 dia

Quando estava planejando minha viagem para Milão já sabia que queria ir algum dia em uma cidade do interior da Itália. Não conhecia Milão, mas conhecia Florença e Roma, que comparadas à capital são menores, mas ainda cidades bem grandes. Acredito que as cidades do interior, por mais turísticas que sejam, tem um ar diferente, são mais aconchegantes. Depois de pesquisar muito, principalmente os mapas, decidi, então, que um dia eu faria um “bate-volta” em Bologna, cidade perto de Milão, que tinha coisa interessante pra ver e o preço da passagem ajudou bastante. Comprei.

IMG_0960
A Fontana del Nettuno
Então, o que fazer em Bologna em 1 dia?

Cheguei em Bologna na estação de ônibus que não tem uma aparência muito boa e fiquei meio perdida. Não via um “fluxo de turista” na região onde estava, mas sabia onde queria ir e fui perguntar onde era a Via dell’Indipendenza.

A avenida principal da cidade é a Via dell’Indipendenza. É lá que tudo acontece e, claro, onde as principais lojas estão. E no quesito “lojas” Bologna me surpreendeu. Não esperava encontrar tanta loja boa como encontrei. E as mais famosas também estão por lá, Zara, H&M e até Apple!

IMG_0971
A Via Indipendenza.

Seguindo a Via dell’Indipendenza cheguei à Piazza Maggiore. Essa é a principal praça da cidade. Lá encontramos a Fontana del Nettuno, o Palazzo d’Accursio (prédio da prefeitura com obras de arte e com entrada gratuita) e a Basilica de San Petronio, (também com entrada gratuita).

IMG_0951 IMG_0961

A outra avenida importante da cidade é a Via Francesco Rizzoli, que muda para Via Ugo Bassi, também onde estão várias lojas e restaurantes.

IMG_0969
As “Duas Torres” Garisenda e Asinelli, respectivamente

Outro símbolo da cidade são as “Duas Torres“, Garisenda, a mais baixa de 48 metros e a Asinelli, a mais alta, com 97 metros e 498 degraus. 40 desses podem ser subidos a pé pela quantia de 3 euros para admirar a vista, que, não vi, mas sei que é linda.

Bologna, como toda cidade na Itália tem uma culinária especial. Ao lado das Duas Torres está a Gianni, que já venceu o prêmio de melhor gelateria do ano diversas vezes. E o gelato de lá é mesmo maravilhoso, não pode deixar de tomar! O Mercato di Mezzo é um mercado como o Eataly (que também está presente na cidade) e é muito agradável, cheio de massas frescas e muita cerveja.

IMG_1676  IMG_1683

Um outro ponto de Bologna muito visitado é a Basílica de Santo Stefano que contempla sete igrejas e é conhecida como a Jerusalém de Bolonha.

Onde comer em Bologna:

Pizzaria barata, mas muito famosa – Pizzeria Due Torri (Str. Maggiore, 3/2/A, 40125)

Mercado para comer e comprar – Eataly, o mercado italiano mais famoso do mundo também está em Bologna (Via Degli Orefici, 19) e o Mercato di Mezzo (Via Francesco Rizzoli, 9)

Gelato – Gelateria Gianni (Via Monte Grappa, 11)

Para passear: 

Via dell’Indipendenza

Ugo Bassi

Clavature, uma ruela super aconchegante e cheia de restaurante

Leia também

O que fazer em Washington em 1 dia

Six Flags, New Jersey – como ir e o que fazer

Bruges e Gent em um dia

Kortrijk – uma cidadezinha no interior da Bélgica

Segóvia, parada obrigatória perto de Madrid

Onde ficar em Roma

A Itália é um país encantador. Sou apaixonada por lá e, pelo pouco que conheço, posso afirmar que é um dos meus lugares preferidos no mundo. Com uma arquitetura única, uma das melhores culinárias que existe e aquela sotaque maravilhoso me fazem sentir em um filme de Woody Allen.

Depois dessa pequena introdução sobre minha vida vamos a dica de hoje: onde ficar em Roma. Fui apenas uma vez a cidade e pretendo ir novamente o mais breve e, se possível, fazer um roteiro como o que os meus pais fizeram há uns anos: um mês visitando toda a Itália de Norte a Sul #sonho.

Bom, a dica que tenho para dar hoje é de um hotel super bem localizado na parte antiga de Roma, pertinho do Coliseu e de vários restaurantes legais (a melhor pizza que ja comi na vida fica lá).

O hotel é o Mercure Roma Centro Colosseu, um hotel também da rede Accor como o de Paris e o de Santiago que já dei dica aqui no blog. O Mercure é um hotel quatro estrelas, moderno, com ótimo design, café da manha excelente (com muita Nutella ❤️) e o preço condizente com o que oferece e principalmente com a localização: perto do principal ponto turístico da cidade e também do metrô (estação do Coliseu).

  2909_sl_01_p_1024x768 2909_ho_02_p_1024x768

Quem já foi em Roma sabe que a região do Coliseu é um burburinho só, uma região característica da comunidade LGBT, super animada, cheia de bares, gelaterias e pizzarias, portanto se você procura um lugar mais calmo, não aconselho, apesar de que no quarto é impossível ouvir qualquer som vindo da rua. No mais, é ótimo e indicaria tudo.

2909_ho_03_p_1024x768 2909_ba_03_p_1024x768

Reservas

Através do site Booking.com para reservar com cancelamento grátis.

Leia também

O melhor hostel da vida em Copenhagen

Onde ficar em Paris

Onde ficar em Londres

Onde ficar em Madrid

Apart-hotel em Orlando

Hotel em Paris – bom, barato e bem localizado